O homem preso suspeito de matar a companheira com 50 facadas colocou a culpa nela pelo crime. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (5) pela Secretaria de Segurança da Paraíba, com base no depoimento dele à polícia. Luciana Buriti Ferro tinha 23 anos quando foi brutalmente assassinada em 30 de janeiro deste ano, no Bairro das Cidades, em Campina Grande.

Conhecido como “Nino”, Ednaldo de Araújo Barbosa se apresentou à Delegacia de Crimes Contra a Pessoa de Campina Grande (DCCPes/CG). Contra ele já havia sido decretado um mandado de prisão preventiva, solicitado pela polícia, após indícios apontarem a participação dele no crime. Depois de ser interrogado, Ednaldo agora será apresentado ao juiz de custódia.

Após praticar o crime, Ednaldo fugiu do local em uma bicicleta. No entanto, a polícia conseguiu localizar indícios que o apontam como autor do assassinado e pediu a prisão preventiva. Investigadores estavam em diligências para localizar o foragido.
Depoimento

Ao ser ouvido na delegacia, o suspeito tentou apresentar justificativa e atribuir culpa à vítima. Porém as alegações dele não foram convincentes, como observou a delegada Ellen Maria Maria Ferreira de Souza, da DCCPes/CG. “Ele informou basicamente que ela (a vítima) o traía e quis justificar que ela o agrediu primeiro, mas essas informações não condizem com os relatos nos autos”, afirmou a delegada.
O crime

Luciana Buriti estava na casa de um familiar, quando foi abordada pelo companheiro que chegou ao local e a chamou para conversar. Ao se aproximar do companheiro, a mulher foi atacada e morta. Ela foi esfaqueada na calçada do imóvel. Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, Edvaldo era considerado um homem ciumento e violento, tendo, inclusive, agredido fisicamente Luciana em períodos anteriores. O casal estava separado e tentava se reconciliar.

Catolé em Foco
Fonte: Portal Correio

Leia mais notícias em: catoleemfoco.com
Nossas redes sociais, sigam: Facebook, Instagram e Twitter
Nossos grupos do whatsapp: 01, 02, 03, 04 ou 05
Entre em nosso grupo do Facebook: Clique aqui