Início Sertão

Homem acusado de estuprar crianças em escola particular do Recife é preso no Sertão da PB

Um homem de 47 anos acusado de estuprar crianças em uma escola particular no Centro do Recife foi preso, na última quarta-feira (24), em Pombal, no Sertão da Paraíba. Ele estava foragido desde julho de 2018, quando a Polícia Civil recebeu ao menos seis denúncias de mães que afirmaram que os filhos tinham sido abusados pelo marido da dona da escola.

Segundo o delegado Ademir de Oliveira, do Departamento de Policia da Criança e do Adolescente (DPCA), responsável pelas investigações, o homem foi preso após a expedição de um mandado de prisão preventiva pela Justiça. Segundo a polícia, as vítimas dos estupros têm entre 3 e 6 anos de idade.

“Não há dúvidas sobre esse caso, porque temos exames e o depoimento de testemunhas e das crianças. Depois da primeira denúncia, outras mães foram à polícia para falar sobre o caso”, afirma o delegado.

O homem, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado de Pombal para o Recife. Após passar por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central da capital pernambucana, ele segue para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Entenda o caso

O caso foi descoberto depois que uma das crianças reclamou de dores na genitália e contou à mãe que o marido da dona da escola o levava para o primeiro andar do local para tocar nas partes íntimas. Outras vítimas apareceram e recorreram ao Conselho Tutelar, de onde foram encaminhadas para a Polícia Civil.

Segundo a polícia, as mães relataram que as crianças demonstraram não querer retornar às atividades realizadas na escola, um dos motivos que levaram as famílias a desconfiarem dos abusos.

Catolé em Foco
Fonte: G1

Leia mais notícias em: catoleemfoco.com
Nossas redes sociais, sigam: Facebook, Instagram e Twitter
Entre em nosso grupo do whatsapp: Clique aqui
Entre em nosso lista de transmissão: Clique aqui
Entre em nosso grupo do Facebook: Clique aqui