Anúncio Patrocinado

Funcionário de empresa de energia elétrica é assassinado ao cortar fornecimento de cliente

funcionario de empresa de energia eletrica e assassinado ao cortar fornecimento de cliente veja
Anúncio Patrocinado

Um funcionário da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi morto enquanto cortava a energia elétrica de um haras na zona rural de Limoeiro, no Agreste pernambucano, na tarde dessa terça-feira (29). Segundo informações da nota divulgada pela Celpe, o homem estava suspendendo o fornecimento de energia do local por inadimplência.

A vítima teria sido morta com um disparo de arma de fogo. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o suspeito é o dono da propriedade. Após o corte de energia, ele teria demonstrado insatisfação e teria atirado contra a vítima. Além disso, ainda de acordo com a polícia, o suspeito teria obrigado outro funcionário a religar a energia. Em seguida, fugiu.

Todas as viaturas da polícia foram acionadas, mas o suspeito segue foragido. O caso está sendo investigado.

Por meio de nota, a Celpe condenou a atitude violenta e  informou que o departamento Jurídico da concessionária está acompanhando a instauração do procedimento investigativo. Funcionário da Celpe é assassinado ao cortar energia elétrica de cliente em Limoeiro.

Nota

O crime ocorreu durante o procedimento legal de suspensão do fornecimento de energia por inadimplência, na zona rural de Limoeiro, agreste pernambucano. A empresa condena, veementemente, qualquer conduta violenta, sobretudo que atente contra a vida. O departamento Jurídico da concessionária está acompanhando a instauração do procedimento investigativo e exige das autoridades públicas o pleno cumprimento da lei. A Celpe lamenta o ato covarde praticado contra o eletricista e informa que está prestando o apoio necessário à família da vítima.

A companhia reforça, ainda, que o corte de energia é o último recurso utilizado como mecanismo de cobrança de débitos. O procedimento, amparado pela legislação do setor elétrico nacional, obedece às determinações da Agência Nacional de Energia Elétrica“, escreveu a Celpe.

Com informações da Rádio Jornal Limoeiro

Entre em nossos grupos:

34Siga nossa página, seguir a paginaVeja mais notícias clicando AQUI